Carregando...
JusBrasil - Política
18 de abril de 2014

Morte por raios no Brasil pode ser maior que no ano passado

Publicado por Governo do Estado do Mato Grosso (extraído pelo JusBrasil) - 5 anos atrás

LEIAM 0 NÃO LEIAM

O número de mortes por raios no Brasil em 2008 foi o maior desta década, de acordo com levantamento feito pelo Grupo de Eletricidade Atmosférica (Elat) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Pela primeira vez são registrados óbitos de pessoas falando em celulares conectados à rede elétrica. O Estado de Goiás registrou três mortes causadas por telefone celular em pouco mais de dois meses. Esse fenômeno da natureza está deixando de ser raro para ser um evento comum.

Ao todo foram 75 mortes, contra 47 em 2007. O maior número registrado foi de 73 mortes em 2001. No ano passado, o número de raios incidentes no país também foi maior do que em 2007, principalmente nas regiões Norte e Nordeste, superando a marca de 60 milhões.

Em 2008, a chance de ser atingido por um raio no país foi de um em 2,5 milhões. Por regiões, o Sudeste teve a maior porcentagem de mortes (39%), seguido pelo Nordeste (32%), Sul (15%), Centro-Oeste (9%) e Norte (5%). Do total de casos, 63% aconteceram na zona rural, 22% na zona urbana, 10% em rodovias e 5% no litoral.

No cálculo por estados, São Paulo aparece em primeiro lugar com 20 vítimas, seguido pelo Ceará , Minas Gerais, Alagoas e Rio Grande do Sul .(7)(6) (5) Figura nas circunstâncias mais comuns, o trabalho agropecuário no campo (19%), seguido por na proximidade de meios de transporte (17%) Segundo Osmar Pinto Júnior, coordenador do Grupo de Eletricidade Atmosférica do INPE, isso ocorre porque o raio tem uma tendência a se aproximar de objetos metálicos, desde que eles sejam grandes. dentro de casa (17%) e perto, mas não no interior de residências (12%).

Os valores máximos da probabilidade de ser atingido por um raio no Brasil foram registrados em Alagoas e Tocantins (1 em 500 mil), enquanto os valores mínimos estão no Rio de Janeiro, Bahia e Pará (1 em 7,5 milhões). Em São Paulo, a chance foi de 1 em 2 milhões ou 25 vezes maior do que a de ganhar na Mega-Sena.

Em janeiro de 2009 foram registradas 14 mortes por raios no país. No mesmo período em 2008, este número foi 13. Até o momento o nordeste é a região com o maior número de casos (8) confirmando a tendência de aumento registrada em 2008. No sudeste, a região onde tradicionalmente é maior o número de mortes, foram 4 casos.

Em Mato Grosso, somente na última semana, houve a incidência de 13.596 raios, não houve registros de pessoas atingidas. A maior incidência da semana aconteceu na terça-feira 24, com 6.462 raios, ontem foram registrados 214 casos, de acordo com o Elat.

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais acredita que pode haver um novo recorde de mortes por raios neste ano, em decorrência da evolução do fenômeno La Niña. Osmar Pinto Junior, afirma que o fenômeno no país tem potencial para trazer mais mortes.

0 Comentários

Faça um comentário construtivo abaixo e ganhe votos da comunidade!

Atenção, mais de 20% do seu comentário está em letra maiúscula.

ou

Disponível em: http://governo-mt.jusbrasil.com.br/politica/1783286/morte-por-raios-no-brasil-pode-ser-maior-que-no-ano-passado